Conteúdo

Avança a Requalificação da EB 2, 3 /S

2,5 Milhões para um Novo Complexo Escolar de Valença

2017-04-04
Avança a Requalificação da EB 2, 3 /S
Valença aposta na melhoria das infra-estruturas de apoio à educação. Obra de requalificação do complexo escolar da EB 2 e 3 / S de Valença já está a concurso por 2,5 milhões de euros.
Um grande investimento que vai avançar, em breve e proporcionar uma escola mais moderna, funcional e com novas valências, para os jovens alunos valencianos.      

Que Vai ter de Novo?
Melhores salas de aulas;
Cantina mais moderna e e funcional;
Espaços desportivos requalificadas;
Nova biblioteca;
Um auditório. 

A obra contemplará a criação de um novo edifício charneira para o complexo que permitirá uma nova ligação entre os atuais edifícios do Polivalente e os blocos D, E e F. O novo edifício acolherá um auditório com capacidade para 120 lugares, uma nova biblioteca e mais salas de aula. A obra contemplará, também, a criação de uma nova ligação coberta entre o edifício charneira e a cantina, a requalificação de todos os edifícios existentes, bem como das infra-estruturas desportivas e espaços verdes envolventes.

Obras em Segurança
As obras estão planeadas de modo a causar o minimo impato no normal funcionamento das atividades letivas do complexo. Um plano de obra vai regular a intervenção, bloco a bloco, de modo a garantir a continuidade da obra e o normal funcionamento da escola. Um plano de segurança detalhado e rigoroso dará todas as condições para o bem estar de alunos, professores e funcionários durante os períodos em que as obras coincidam com as atividades letivas.

Uma Escola Melhor
O conjunto das obras previstas pretendem adaptar a escola às novas exigências de ensino, quer ao nível do número de espaços, quer ao nível da qualidade dos mesmos. Valença continua a apostar na educação como uma das áreas de intervenção prioritária da ação municipal.

A obra é suportada financeiramente pela Câmara Municipal de Valença, com  apoios do Norte 2020, através do Plano de Desenvolvimento de Coesão Territorial do Alto Minho  e do Governo Português.

Adicionar comentário